Google+ Followers

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Centro

Mercado Público - Nas imediações da Praça XV, próximo à Casa França-Brasil. Era ali que os escravos de ganho vendiam suas mercadorias. Toda espécie de transação comercial estava concentrado nesse local.



Essa Litografia é de James Forbes- Ano:1765 - à direita o Morro de São Bento. Ao centro, em destaque o Morro do CAstelo. Margeando a orla temos a Rua Direita, atual Primeiro de Março. — com Morro do Castelo,Morro da Conceição e Morro de São Bento.


Morro da Providência. Anos 20
Cada tempo tem o seu legado...Somos produto do meio...Mas, é lá no mais longínquo espaço de tempo que as almas residem..






Quando a Presidente Vargas foi aberta-início do século XX- determinou o lado que abrigaria o comércio, isolando-o dos morros que circundam o porto. — comMorro de São DiogoMorro do PintoMorro da GamboaMorro da PrevidênciaMorro da Saúde.,Morro do LivramentoMorro da Conceição e Morro de São Bento.




Banheiro Público. Praça XV. 1904/05. Retirado do Flickr Carioca da Gema. Foto: Augusto Malta. 


Final da Avenida Rio Branco, Centro, anos 1940 (?). Destaque para o obelisco. Há uma movimentação pela área. Será que era alguma homenagem à França, uma vez que montaram uma Torre Eiffel no obelisco? É provável que seja na segunda metade da década de 1940, pois haviam sido retirados os postes e as árvores que ficavam no meio da avenida por volta de 1944. Foto: José Leite da Luz, cedida pelo participante Bruno Carvalho.


Museu Nacional de Belas Artes e Derby Club, Centro, em janeiro de 1930. A Praça Floriano era belíssima com seus lindos canteiros e mosaicos de pedras portuguesas. Foto cedida pelo participante Bruno Carvalho. Crédito: José Leite da Luz.
Canal do Mangue, Centro, em novembro de 1929. Incrível como este canal era belo com suas palmeiras. Foto gentilmente cedida pelo participante Bruno Carvalho. Quem fez o registro foi seu avô José Leite da Luz.

Rua Santa Luzia, Centro, anos 1950. Na imagem o homem que deve estar à espera do bonde está na altura da Praça Ana Amélia. No lado esquerdo, a Santa Casa de Misericórdia. Impressiona a beleza do local na época. Bem aprazível. Foto retirada no Grupo Rio Antigo 


Parte do Centro da cidade do Rio de Janeiro, anos 1950 (?). Observamos as regiões da Cinelândia, Lapa e o desmonte do Morro de Santo Antônio, além de parte do bairro de Santa Teresa. Destaques para os prédios do antigo STF (atual Centro Cultural da Justiça Federal), Biblioteca Nacional, Câmara dos Vereadores, Museu Nacional de Belas Artes, Theatro Municipal, aqueduto da Lapa. À esquerda o prédio do Hotel Serrador e a torre do relógio da Mesbla. Foto: Esso Standard do Brasil - Acervo: IBGE.

Hospital São Francisco de Assis, Centro, início do século XX. Prédio apresentando arquitetura de transição entre o neoclássico e eclético. Construído em 1877 para servir como asilo para mendigos. Situa-se na Avenida Presidente Vargas e, atualmente, abriga o Hospital Escola São Francisco de Assis da UFRJ. Está em estado deplorável de conservação. Acervo: Biblioteca Pública do Estado do Rio de Janeiro.


Avenida Rio Branco, Centro, em 1919. A foto mostra a avenida no sentido Praça Mauá --> Praça Floriano, entre as Ruas Sete de Setembro e do Ouvidor. O bonde passa pela Rua Sete de Setembro. O prédio onde situa-se a Seguros Generali naquela época era a sede do jornal O Paiz. Do outro lado (lado direito da foto), o prédio do Clube de Engenharia. Bem no lado direito da foto, o prédio com um toldo grande no térreo era a sede do Jornal do Brasil.


Praça Floriano, década de 1930. Um belo dia na então capital federal. Em destaque o Palácio Monroe, antiga sede do Senado Federal, ainda com dignidade. Repare na limpeza da calçada e nos canteiros bem cuidados. Bons tempos da Cinelândia. Foto: folder de um cruzeiro do transatlântico francês Normandie

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários