Google+ Followers

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Ipanema


A região da atual Ipanema pertencia à Fazenda Copacabana que, em 1857, foi comprada pelo empresário Francisco José Fialho que a dividiu em dois grandes lotes, um deles adquirido em 1878 pelo Comendador José Antonio Moreira Filho, Barão de Ipanema que posteriormente foi elevado a conde. Poucas décadas depois, em 1883, foi criada uma empresa de urbanização para erguer o novo bairro com o nome de Loteamento Villa Ipanema, empreendimento alavancado pelo prolongamento da linha de bondes de Copacabana até a região. Em 1894 o ano da fundação do bairro, foram abertas as Praças Floriano Peixoto (General Osório) e Coronel Valadares (Nossa Senhora da Paz), as ruas Prudente de Morais e 20 de Novembro(Visconde de Pirajá), a Avenida Vieira Souto, entre outros logradouros. Mas a ocupação do local ainda era muito pouco adensada e a área continuava sendo um grande areal até em meados de 1910. Mais tarde, novas ruas foram abertas e seus lotes vendidos, tornando realidade a Villa Ipanema. Em 1927, todos seus terrenos haviam sido negociados e estava consolidado o bairro de Ipanema.Ao longo do século XX, prédios de apartamentos tomaram o lugar das antigas residências, os gabaritos foram aumentados, surgiram os apart-hotéis e os grandes centros comerciais na Rua Visconde de Pirajá.Ipanema, imortalizada pela música de Tom Jobim e Vinicius de Morais,se destaca não apenas pela praia, mas, também, pelos bares freqüentados por intelectuais e artistas, blocos carnavalescos, entre outras referências. Um dos principais marcos do bairro é a Ponta do Arpoador - local onde se caçavam baleias com arpões no século XVII, que abrigou as finais do primeiro Campeonato Brasileiro oficial de Surfe, em 1965. Um hábito bastante comum é aplaudir o pôr do sol, um costume lançado no verão de 1968/1969, quando o jornalista Carlos Leonam, inconformado com a beleza, começou a aplaudir, sendo logo em seguida acompanhado pela roda de amigos, que contava com a presença de Gláuber Rocha, João Saldanha, Jô Soares, entre outros. Esse costume de aplaudir o pôr-do-sol foi consagrado pelo publicitário Roberto Duailibi, numa propaganda para televisão de protetor solar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários